Pondo os pingos nos i’s – Sexo e sexualidade

       Paulo Júnior, pastor coordenador do Ministério Sal da Terra, lembra em seu seminário que o ser humano foi criado por Deus em uma condição relacional: “Façamos o homem a nossa imagem, conforme a nossa semelhança”. Ou seja, o homem foi feito de modo que a sua imagem correspondesse à semelhança de Deus.

       Deus nos fez semelhante a ele usando uma imagem visível que pudesse traduzir o que é invisível. Uma imagem que tivesse todas as condições de revelar quem Ele é.

       “Macho e fêmea os criou”. Para o pastor, fica clara a importância de conhecermos a origem de conhecermos a origem de nossa sexualidade à semelhança de Deus. A identidade dele, que é relacional (Ele é Pai, Filho e Espírito) se tornou visível através da unidade da sexualidade masculina e feminina. Ele não é macho, nem fêmea, mas a composição dos dois, em relacionamento, traduz a sua identidade.

       A sexualidade é, portanto, a possibilidade de viver relacionamentos em sua plenitude na medida em que tem referência na semelhança do próprio Deus. Sexualidade fala da possibilidade de, ao se relacionarem, homem e mulher, experimentarem, em plenitude, os aspectos das virtudes Dele.

       Ainda em Gênesis temos revelado outro atributo da sexualidade: “sejam frutíferos, multiplicai, sujeitai e enchei a terra.” Assim, a nossa imagem é determinada, é “conforme” a semelhança de Deus. Todo o aspecto físico criado na condição “macho e fêmea” serve para traduzir quem Deus é com um propósito: multiplicar, frutificar, encher a Terra.

       Toda relação que não contempla a semelhança geradora, semeadora, acolhedora, frutífera, relacional de Deus… não é sexual. Se uma relação não aponta para essa possibilidade, ela não é completa. Ainda que um bebê não seja gerado, ela não deixa de ser frutífera em sua motivação, em sua potencialidade.

       Mesmo diante de uma limitação física, nunca haverá impedimentos para que se vivencie a identidade sexual. Uma mulher sem seios, por exemplo, pode perfeitamente amamentar, mas terá de descobrir outros meios para revelar a sua identidade amamentadora. A sexualidade, segundo a Palavra de Deus, envolve, portanto, muito mais do que atividade sexual, ela fala de toda possibilidade de expressar, em relacionamentos, quem Deus é na condição em que ele nos criou macho ou fêmea.

       Assim, a sexualidade não é uma questão para ser discutida apenas entre os casados. Todo homem e mulher, solteiro ou não, deve zelar pela sua sexualidade promovendo uma vida saudável em todos os seus aspectos. “Conhecer nossa sexualidade fala de conhecermos a Deus que nos criou quem somos Nele e porque somos. Não sei por que ainda insistimos em falar que sexualidade é assunto de casado. O solteiro precisa zelar pela sua sexualidade compreendendo que ela fala de relacionamento e não apenas de relação sexual. Nossos jovens são muito retraídos. Não os ensinamos a terem sua identidade segura em Deus, pelo contrário, retraímos, anulamos… Muitos demonstram terem até um comportamento exemplar, mas tem sua mente totalmente corrompida. Precisamos cuidar de nossos jovens e ajudá-los a pensar em uma sexualidade sadia, refletindo com eles as suas questões”, falou Andréa Vargas na aula de Sexualidade da Escola de Plantadores de Igrejas. 

Ministério Sal da Terra

http://www.saldaterra.org.br

Esse post foi publicado em A família, Bíblia, Ministério Sal da Terra. Bookmark o link permanente.

2 respostas para Pondo os pingos nos i’s – Sexo e sexualidade

  1. UltraJohnnÿ disse:

    Amei esse texto, queria q vocês conferissem o meu a respeito desse mesmo assunto, com maior ênfase no beijo. http://grindlie.blogspot.com/2010/09/splish-splash.html

    Curtir

    • rfbarbosa1963 disse:

      É isso mesmo, “Johnny”. A alguns minutos emiti um post que fala sobre a sensualidade. Li rapidamente o seu texto, sendo muito bom.
      Não se esqueça de um texto em:
      1ª Co 6:12
      “Todas as coisas me são lícitas, mas nem todas as coisas convêm. Todas as coisas me são lícitas, mas eu não me deixarei dominar por nenhuma.”

      Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s