Criados para adorar ou trabalhar?

Por Patrick Lai

Trabalho é adoração

Trabalho é adoração

 

A palavra hebraica “avodah (ah-vod-ah)” é traduzida por “trabalho” e, também, “adoração”. Uma melhor tradução [em inglês] para trabalho é “serviço”. Deus recebe o trabalho como adoração feita a Ele. Simplificando – Trabalho é adoração. A similaridade entre as duas palavras esclarece que, aos olhos de Deus, nosso trabalho é adoração e não é feito para nosso próprio benefício, mas antes como uma oferta a Ele. Isso quer dizer que o local de trabalho é o lugar de Deus. Nós vamos interagir com Deus e falar sobre Deus no nosso local de trabalho como o fazemos na igreja ou em casa. O local de trabalho é o local de adoração onde podemos expressar a compaixão de Cristo em palavra e ação.

Ao construir uma teologia do Trabalho, nós precisamos começar com a Palavra de Deus e as palavras de Deus. A palavra hebraica avodah é central para entendermos a visão de Deus de trabalho e adoração. Essa palavra עבדה (avodah) aparece 145 vezes, tornando esse tema substancial no Antigo Testamento. A raiz do verbo עבד (avad) aparece 289 vezes na Bíblia, mais comum na forma qal. Isso não inclui a forma de substantivo, עבד (eved), que aparece mais 780 vezes no Antigo Testamento. O grupo de palavras עבד é traduzido no Antigo Testamento em inglês de três maneiras principais:

1. Avad (עבד) é mais traduzido por “serviço”, onde alguém se submete a outro. Exemplos disso são um escravo ao seu mestre (Êxodo 21:6), um súdito ao rei (2 Samuel 16:19), ou até um filho ao seu pai (Malaquias 3:17). Esse uso de “serviço” é encontrado em 1 Reis 12, quando o povo de Israel pede ao Rei Roboão para aliviar os impostos que seu pai Salomão havia colocado sobre eles. Se ele abaixasse os impostos, o povo então prometia servi-lo (avad) como rei.

2. Avad (עבד) pode ser traduzido como “adoração”, referindo-se à adoração a YHWH (Josué 24:14; Ezequiel 20:40) ou a adoração a ídolos (Êxodo 20:5; Josué 23:7; Salmo 97:7;). Quando Ele chama Moisés para liderar Seu povo para fora do Egito, Deus dá a Moisés essa promessa: “Quando você tirar o povo do Egito, vocês prestarão culto [avad] a Deus neste monte” (Êxodo 3:12).

3. Avad (עבד) é também traduzido por “trabalho” ou “ocupação comum”. Essa palavra se refere a ambas as vocações, “secular” (Êxodo 5:18; Ezequiel 29:18) e “sagrada” (Êxodo 13:5; Números 3:8; Josué 22:27); ambas, paga (Gênesis 29:27) e não paga (Jeremias 22:13). Em Êxodo 34:21, Deus falando sobre o Sabbath diz: “Trabalhe [avad] seis dias, mas descanse no sétimo; tanto na época de arar como na da colheita.”

Jesus nunca falou da divisão em sagrado e secular porque tal divisão nunca existiu no pensamento judaico

Os Hillman, em seu estudo sobre o trabalho nos Evangelhos aponta “[…] que das 132 aparições públicas de Jesus no Novo Testamento, 122 foram no local de trabalho. Das 52 parábolas que Jesus contou, 45 tinham o local de trabalho como contexto.” Jesus nunca abordou a divisão entre sagrado e profano (secular) porque tal divisão nunca existiu no pensamento judaico. Os judeus entendiam que tudo o que eles faziam, no trabalho e na sinagoga, era para ser feito para a glória de Deus. Este é o porquê da qualidade ser tão importante para trabalhadores judeus. Eles não estão trabalhando apenas para eles mesmos, mas também como adoração a Deus.

O rabino Ira F. Stone esclarece isso quando escreve: A palavra hebraica para serviço, “avodah”, é a mesma palavra que usamos para trabalho e adoração. Isso não é por acaso… o verdadeiro dever não é meramente adorar em palavras, mas fazer o difícil trabalho de servir. Veja você, para o judeu, trabalho (avodah) e adoração (avodah) são a mesma coisa. E foi assim até que a igreja, há cerca de 1000 anos, ao buscar dominar os poderosos líderes ricos e políticos, passou a separar essas duas ideias.

O local de trabalho é o lugar onde nossas limitações, nossos medos e nosso egoísmo são revelados para nós. É o lugar onde nosso verdadeiro eu pecador vem à superfície. Assim, é onde as pessoas estão mais abertas para encontrar a Deus. 

Ensinar e exemplificar para pessoas que oração e adoração devem acontecer naturalmente e frequentemente no escritório, na sala de aula, na fábrica, é essencial para vivermos a vida como Deus a criou e nos chamou para vivê-la. Se somos para ser sal e luz, o local de trabalho – ou melhor dizendo, o lugar de adoração – é a maneira natural que Deus nos propôs a sermos isso. 

Trabalho (ocupação, empreendimento, emprego) é sempre serviço. Para o adorador de Deus, o crente em Jesus, é sempre servir a Deus. Ou, como Paulo diz, “Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus” (Colossenses 3:17).

Separar adoração e trabalho é separar Jesus e o Espírito Santo

Um dos grandes resgates da Reforma Protestante foi a afirmação da dignidade de todas as ocupações honestas e trabalho como vocações (literalmente, “chamados”). Historicamente, o pai judeu seria considerado negligente se ele não ensinasse ao seu filho uma ocupação. A maioria dos rabinos também tinha uma ocupação (por exemplo, Rabino Moshe, o sapateiro, ou Rabino Shaul, o fabricante de tendas).

Deus pretendia que o trabalho fosse uma parte essencial e expressão de nossa humanidade. O trabalho não é, como alguns assumem erroneamente, o resultado da Queda. O trabalho era parte das atividades de Adão e Eva no Éden antes deles pecarem. Eles tinham que “trabalhar” o Jardim “cuidar dele” (Gênesis 2:15). Trabalho é uma expressão da criatividade inerente na natureza humana, feita à “imagem de Deus”. Afinal, Deus está trabalhando continuamente, como Jesus ressaltou: “Meu Pai continua trabalhando até hoje, e Eu, também, estou trabalhando” (João 5:17).

Trabalho (qualquer trabalho) não é ruim aos olhos de Deus, e certamente não era em Sua criação. Considere: Deus nos criou para trabalhar. Antes da Queda, “trabalho” era o nosso propósito. Deus colocou Adão no jardim do Éden “cuidar dele e cultivá-lo” (Gênesis 2:15). E então, logo depois da Queda, o trabalho se torna “duro”: “Com o suor do seu rosto você comerá o seu pão, até que volte à terra, visto que dela foi tirado; porque você é pó, e ao pó voltará” (Gênesis 3:19). E Paulo escreve para seus contemporâneos e para nós: “Tudo quanto fizerdes, fazei-o de todo coração, como para o Senhor e não para homens” (Colossenses 3:23); claramente, isso se aplica hoje em dia.

Trabalho, adoração, até mesmo lazer, é para ser feito com todo nosso coração para a glória de Deus. Avodah não é apenas um sermão na igreja, ou cantar hinos no domingo de manhã; avodah é para ser parte de cada fôlego que tomamos e cada pensamento que passa pela nossa cabeça. Separar adoração e trabalho é separar Jesus e o Espírito Santo, e isso é impossível.

Nós entendemos trabalho como labuta, como consequência da Queda. Nós, no nosso pecado, fazemos do trabalho uma coisa ruim. No Messias nós podemos experimentar uma redenção considerável, de labuta para trabalho agradável, com sentido, realização. Qualquer que seja o seu trabalho, ele pode ser uma expressão de adoração, se você o faz para o Senhor.

Outro ponto é necessário: “Respondeu Jesus: ‘Ame o Senhor, o seu Deus, de todo o seu coração, de toda a sua alma e de todo o seu entendimento [adoração].’ Este é o primeiro e maior mandamento. E o segundo é semelhante a ele: ‘Ame o seu próximo como a si mesmo’” (Mateus 22:37-39). Esses mandamentos estão sempre nessa ordem. Se você inverter a ordem, isso vai arruinar você. Isto é um fato. Não vai funcionar; não é condizente com a realidade. Se você se dedicar primeiramente a amar o seu próximo, você vai descobrir que isso não pode ser sustentado. Você vai se esgotar. Apenas o amor ao próximo que se desenvolve do amar primeiro a Deus tem o poder de permanecer. O amor ao próximo funciona quando ele brota de uma vida de adoração. Adoração não pode ser separada do trabalho. Adoração não pode ser separada de nada do que fazemos, porque tudo o que fazemos é para ser para a glória de Deus. Somos criados para adorar. Somos criados para trabalhar. Isso não é contraditório no pensamento celestial, apenas no pensamento humano. Pois a verdadeira adoração é trabalho duro. Trabalho é uma forma de adoração, e o trabalho de adorar é para o que Deus nos criou, não apenas em nossos esforços e ocupações, mas em nosso próprio ser.

Oportunidades especiais da estratégia de negócios como missão

Cada um deve servir a Deus como Deus os chamou para servir. Quer seja sendo um pastor, um fazendeiro, um padeiro, um engenheiro, um missionário, ou uma mulher de negócios. Eu gosto de negócios porque ter um trabalho me permite:

Ter credibilidade com as pessoas.

Eu tenho uma identidade que é compreensível.

Eu me sinto íntegro de alma, fazendo um trabalho transparente e honesto.

O trabalho me contextualiza.

Um trabalho me dá respeito na comunidade, que abençoa a Deus.

Sou favorecido junto ao governo.

Constrói relacionamentos naturais e autênticos com as pessoas.

Faz-me como o apóstolo Paulo.

Fornece um visto de longo prazo.

Exemplifica o Evangelho de maneira natural e compreensível.

Proporciona dinheiro para a igreja.

Obedece às Escrituras.

Quando eu era um missionário, eu não tinha várias dessas coisas que me permitem ser uma melhor testemunha de Jesus.

• Patrick Lai é umas das maiores referências mundiais em missões empresariais.

http://www.ultimato.com.br/conteudo/criados-para-adorar-ou-trabalhar?

Anúncios
Esse post foi publicado em Adoração e Louvor, Estudo Biblico, Lições Bíblicas e/ou Livro de Apoio CPAD, Trabalho, Ultimato. Bookmark o link permanente.

19 respostas para Criados para adorar ou trabalhar?

  1. O que é trabalho?

    […]Primeiro, embora estrênuo, trabalho não é simplesmente labuta e fadiga, como alguns tendem a pensar, interpretando gêneses 3 em parte incorretamente. Na verdade, muitos gozam do trabalho que fazem e os que fazem são os melhores trabalhadores. Não seria estranho dizer que os melhores trabalhadores não trabalham? Segundo, trabalho não é simplesmente emprego remunerado. Embora a maioria das pessoas nas sociedades industrializadas esteja empregada pela remuneração que percebem, muitos trabalham duro sem receber pagamento. Pegue, por exemplo, as donas de casa (raramente donos de casa) que gastam quase todas as horas em que estão acordadas mantendo uma casa em ordem e criando os filhos. Muitas delas com razão se ressentem quando as pessoas insinuam que não trabalham; isto é acrescentar um insulto (“você não trabalha”) e uma injúria (elas não recebem pagamentos). Precisamos de uma definição abrangente de trabalho. […] Uma definição muito simples de trabalho seria ‘uma atividade que serve para satisfazer as necessidades humanas’.

     

    Lições Bíblicas – Jovens Adultos CPAD – 1ºT 2012 – Lição 2

    Curtir

  2. Whats up very cool website!! Man .. Beautiful .. Superb .. I will bookmark your site and take the feeds additionallyKI’m glad to find numerous useful information right here in the put up, we want work out extra techniques in this regard, thanks for sharing. . . . . .

    Curtir

  3. Hmm it looks like your blog ate my first comment (it was super long) so I guess I’ll just sum it up what I submitted and say, I’m thoroughly enjoying your blog. I as well am an aspiring blog blogger but I’m still new to the whole thing. Do you have any points for rookie blog writers? I’d genuinely appreciate it.

    Curtir

  4. You actually make it seem so easy with your presentation but I find this matter to be really something that I think I would never understand. It seems too complex and extremely broad for me. I’m looking forward for your next post, Ill try to get the hang of it!

    Curtir

  5. I was wondering if you ever considered changing the structure of your blog? Its very well written; I love what youve got to say. But maybe you could a little more in the way of content so people could connect with it better. Youve got an awful lot of text for only having 1 or two pictures. Maybe you could space it out better?

    Curtir

  6. Rosendo Maril disse:

    Hi my friend! I want to say that this article is amazing, nice written and include almost all important infos. I would like to see more posts like this.

    Curtir

  7. I must thank you for the efforts you’ve put in penning this site. I’m hoping to check out the same high-grade content by you later on as well. In fact, your creative writing abilities has inspired me to get my very own website now 😉

    Curtir

  8. Wonderful goods from you, man. I have understand your stuff previous to and you’re just too fantastic. I actually like what you’ve acquired here, certainly like what you’re stating and the way in which you say it. You make it enjoyable and you still care for to keep it wise. I can’t wait to read much more from you. This is really a great site.

    Curtir

  9. Dani Fiechter disse:

    Simply desire to say your article is as astounding. The clearness in your post is simply nice and i can assume you’re an expert on this subject. Fine with your permission let me to grab your feed to keep updated with forthcoming post. Thanks a million and please keep up the rewarding work.

    Curtir

  10. Hello there! I just would like to give you a huge thumbs up for the excellent info youve got right here on this post. Ill be returning to your website for more soon.

    Curtir

  11. Gil Boning disse:

    Im amazed, I have to admit. Rarely do I encounter a blog thats both educative and interesting, and let me tell you, you have hit the nail on the head. The issue is something not enough people are speaking intelligently about. Now im very happy that I found this in my hunt for something concerning this.

    Curtir

  12. I needed to thank you for this very good read!! I absolutely enjoyed every bit of it. I have got you book-marked to look at new stuff you post

    Curtir

  13. Hi, I do believe this is a great site. I stumbledupon it 😉 I am going to revisit yet again since i have saved as a favorite it. Money and freedom is the best way to change, may you be rich and continue to guide other people.

    Curtir

  14. Wow! This could be one particular of the most beneficial blogs We’ve ever arrive across on this subject. Actually Magnificent. I am also a specialist in this topic so I can understand your effort.
    Masha Lopatova http://mashalopatova.blogspot.com/

    Curtir

  15. Magnificent goods from you, man. I’ve understand your stuff previous to and you’re just too wonderful. I actually like what you’ve acquired here, certainly like what you’re stating and the way in which you say it. You make it enjoyable and you still take care of to keep it sensible. I can not wait to read far more from you. This is really a wonderful website.

    Curtir

  16. Emery Torain disse:

    Cheryl, That is one of my favorites. It surely rings true for me.

    Curtir

  17. rfbarbosa1963 disse:

    Já fiz alguns comentários em outras mensagens com relação a Rosely não trabalhar, ou seja, ser do lar. Considero a Rose, uma heroína, pois a grande verdade é que hoje com o nosso casal de filhos maiores de idade, caminhando na sua vida profissional e exercendo a sua cidadania em sua plenitude é devido ao aspecto materno dando vigor, cuidando, tratando dos detalhes do dia a dia e acima de tudo dando tranquilidade a todos para desenvolver suas atividades seculares. É obvio que há o aspecto paterno em tudo isto. Sou normalmente um pouco mais flexível, mais maleável, porém Ela “tempera” o lar nas correções do dia a dia.
    Escrevo isto com humildade e alegria. Sei o que é ser uma dona de casa, principalmente atualmente aqui na Plínio Casado, pois executo as atividades domésticas quase que diariamente , até para não sobrecarregá-la mais.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s