Estudo de Iniciação Cristã – GERE – Salvação

       É a libertação do homem do império das trevas e sua entrada no reino de Deus (Cl 1:13).

5.1- O HOMEM PODE SALVAR-SE A SI MESMO?

       Não. O homem está perdido nos seus pecados e precisa da salvação. Não se levam em conta as idéias de auto-salvação: por obras, por merecimento ou por aperfeiçoamento (Sl 14:2; Rm 3:23).

5.2- SOMOS SALVOS DE QUÊ?

       Da culpa do pecado (justificação – Rm 5:1; 8:1_2).

       Do poder do pecado (santificação – Rm 6:14).

       Da morte eterna ( Rm 6:22_23).

       Da influência de Satanás.

       Falta ainda sermos salvos da presença do pecado (Hb 12:1), quando da plenitude da salvação por meio de novo corpo (1ªCo 15:42_49 – Glorificação), novos céus e nova terra (2ªPe 3:13).

5.3- O QUE ENVOLVE A LIBERTAÇÃO DO PECADO

       Esta libertação envolve fé, arrependimento e confissão de pecados(At 3:19; 1ªJo 1:8_9).

5.3.1-O arrependimento(At 2:38).

       “Disse-lhes Pedro: Arrependei-vos, e cada um de vós seja batizado em nome de Jesus Cristo, para perdão dos pecados. E Recebereis o dom do Espírito Santo”.

       A Palavra indica uma mudança de direção na vida da pessoa, mais do que apenas uma alteração mental de atitude ou sentimento de remorso; arrependimento significa o repúdio de modo de vida pecaminoso e ímpio. Segundo Calvino, o arrependimento é uma “Dádiva de Deus” (At 5:31).

5.3.2-Conversão (At 3:19)

       “Arrependei-vos, pois, e convertei-vos, para que sejam apagados os vossos pecados, e venham assim os tempos de refrigério pela presença do Senhor”.

       A palavra significa voltar-se ou retornar para Deus.

       Voltar-se para Deus, em quaisquer circunstâncias, psicologicamente considerado, é ação do próprio homem, deliberadamente considerada, livremente escolhida espontaneamente realizada. No entanto a Bíblia também deixa claro que, num sentido mais fundamental, é operação de Deus sobre o homem. O Antigo Testamento ensina que os pecadores só voltam para Deus quando são por ele voltados (Jr 31:18 e seg.; Lm 5:21). O Novo Testamento ensina que quando o homem deseja e opera em prol da vontade de Deus relativa à salvação do homem, é a operação de Deus que faz com que assim ajam (Fp 2:12 e seg.). Além disso, o Novo Testamento descreve a conversão inicial dos incrédulos para Deus como resultado de uma operação divina sobre eles que, por sua própria natureza, não pode desfrutar do concurso dos mesmos, visto tratar-se essencialmente da cura da impotência espiritual que impedira que se voltassem para Deus até então: é uma ressurreição dentre a morte (Ef 2:1 e segs.), um novo nascimento (Jo 3:1 e segs.), um abrir do coração (At 16:14), um abrir e iluminar de olhos cegos (2ª Co 4:4_6), uma doação de nova compreensão (1ª Jo 5:20). O homem corresponde afirmativamente ao Evangelho somente porque Deus primeiro opera nele afim de que assim reaja. Além disso, os relatos sobre a conversão de Paulo e as várias referências ao poder e a convicção proporcionados pelo Espírito à palavra conversora (cf Jo 16:8// 1ª Co 2:4 e seg.; 1ª Ts 1:5) demonstram que Deus atrai os homens para Si mesmo sob poderoso, e realmente avassalador senso de compulsão divina. Por isso é que o hábito de certas versões, ao traduzirem o verbo ativo ‘voltar-se’, apresentam-no como passivo interpretativo, ‘sede convertidos’, apesar de má tradução é boa teologia bíblica.Convergir significa parar de seguir determinado rumo e iniciar retorno. Quando falamos em conversão, estamos falando de atitude! A conversão é o ato imediatamente subsequente ao arrependimento.

Arrependimento sem conversão é posição ideológica inútil, pois, do que adianta o homem arrepender-se sem mudar a circunstância geradora do arrependimento. O cumprimento das duas etapas é muito importante para que a Obra Redentora de Cristo seja completa em nossas vidas.

5.4- PARA QUE SOMOS SALVOS?

       Somos salvos não apenas para escapar da condenação, mas para estarmos religados com Deus a fim de que a sua vontade que é boa, perfeita e agradável se cumpra em nós (Rm 12:1_2). Somos incluídos no plano divino não somente em relação à Terra, mas também em relação a eternidade vindoura (2ªCo 5:15).     

Anúncios
Esse post foi publicado em Bíblia, Estudo Biblico. Bookmark o link permanente.

3 respostas para Estudo de Iniciação Cristã – GERE – Salvação

  1. “Santificação

    A santificação precisa ser distinguida da justificação. Na justificação, Deus atribui ao crente, no momento em que recebe a Cristo, a própria justiça de Cristo, e a partir de então vê essa pessoa como se ela tivesse morrido, sido sepultada e ressuscitada em novidade de vida em Cristo (Rm 6:6_10). É uma mudança que ocorre ‘de uma vez por todas’ na condição legal ou judicial da pessoa de Deus. A santificação, em contraste, é um processo progressivo que ocorre na vida do pecador regenerado, momento a momento. Na santificação ocorre uma cura substancial da separação que havia ocorrido entre Deus e o homem, entre o homem e os seus companheiros, entre o homem e si mesmo, entre o homem e a natureza.”

    Lições Bíblicas 4ºT 2017 adultos – Lição 10 – CPAD

    Curtir

  2. NOSSO ANDAR DIÁRIO/NOSSO PÃO DIÁRIO

    DCM

    “Os pecadores perdoados conhecem o amor e o demonstram.”

    “A conversão de uma alma é o milagre de um momento; o crescimento de um santo é o trabalho de toda uma vida.”

    “Desde os tempos da queda do homem, não houve característica que mais o afastasse da boa convivência com outros, e em primeira instância com Deus, do que o orgulho. O conceito elevado que tem de si faz do homem seu próprio inimigo, visto que a ajuda de Deus e até a salvação se tornam desnecessárias à luz de sua autossuficiência.”

    Curtir

  3. Além de muito solene, a palavra salvação é muito ampla. Ela aborda a salvação da culpa do pecado, a salvação do poder do pecado e a salvação da presença(Hb 12:1_13) do pecado. Diz-se que a salvação da culpa do pecado é a justificação do pecador por meio da fé; a salvação do poder do pecado é a santificação do pecador por meio da autonegação; e a salvação da presença do pecado é a glorificação do pecador por meio do novo corpo e dos novos céus e nova terra. Daí serem corretas as afirmações: fui salvo,  estou sendo salvo e serei salvo. Salvos da culpa do pecado ontem, salvos do poder do pecado hoje e salvos da presença do pecado amanhã: a salvação no passado, salvação no presente e salvação no futuro. 

    Retirado da Revista Ultimato nov./dez.98 pag.22

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s