A Bíblia

A Bíblia é um livro sem par.  Deus se revela nas suas páginas. Vemos, através de vários estilos literários (história, poesia, exposição didática, profecia direta) a revelação da Pessoa de Deus e de seus propósitos. Ela foi inspirada por Deus exatamente para que o homem soubesse quais os parâmetros do relacionamento que ele estabelece conosco.  Ela mostra a relação de Deus com sua criação, com a história, com uma nação peculiar, com o destino da terra e com você. A Bíblia é, portanto um livro que tem como seu assunto principal a Pessoa e o plano de Deus. Dizendo isso de outro modo, podemos afirmar que a Bíblia é um livro teológico (sobre Deus). Não é um livro científico ou um tratado político sociológico. A Bíblia não pode ser considerada um livro técnico sobre economia ou História Geral. Ela se dedica em mostrar a razão do Universo em que vivemos. Ela mostra o inicio e o fim de todas as coisas e demonstra claramente que o centro de toda a existência humana é achado no Criador. Isto não quer dizer que não haja nas páginas conceitos que abrangem todas as disciplinas da vida. Mas temos que lê-la com a compreensão de que ela se ocupa de um assunto principal, isto é, Deus, e como tudo que existe se relaciona com Ele.
       A Bíblia é mais do que literatura. Em suas palavras há poder (Rm 1; 16; Ef 6:17). A pessoa que a estuda com fé e passa a conhecê-la bem sofre mudanças no seu íntimo. O aluno devotado passa a conhecer Deus melhor. Sua fé toma vulto e a fibra de sua experiência cristã se fortalece. O aluno ganha segurança na sua jornada e se torna menos suscetível ás ondas e modas teológicas que sopram periodicamente, levando muitos ao erro e até ao prejuízo de suas vidas.
       Esta palavra tem sido combatida em todos os tempos. Muitos tentam desacreditá-la, no entanto, ela continua intacta (Is 40:8; Mt 24:35). Este fato tem provocado admiração, pois nunca livro algum manteve uma unidade tão perfeita como a Bíblia.
       A Bíblia é composta por sessenta e seis livros, escritos por quarenta diferentes autores, vindos de várias condições e níveis de vida, e também possuidores de diversos graus de cultura (reis, escribas, agricultores, pescadores, um médico, um cobrador de impostos, etc.).
       Muitas pessoas têm uma compreensão errada da expressão “Palavra de Deus”, entendendo-a como se Deus tivesse chamado os escritores da Bíblia e ditado para eles palavra por palavra, sílaba por sílaba, letra por letra, sem respeitar as características de cada escritor. Se assim fosse a leitura da Bíblia seria enfadonha porque seria apenas um ditado do professor para o aluno, sem qualquer ênfase própria de cada escritor; seria um livro apenas de Deus e não um livro divino-humano como realmente é a Bíblia. É a história da redenção plena do homem.

Jo 5:39
“Examinais as Escrituras, porque pensais ter nelas a vida eterna. São estas mesmas escrituras que testificam de mim”,

Texto retirado de um dos livros do SETEB (IPNV)

Bp Ubirajara IPNV.                                                  

“O conhecimento intelectual da Bíblia não gera vida em nós, é preciso que a palavra entre no coração.”

A Palavra Bíblia deriva do vocábulo “biblos”, que quer dizer “livros”. A Bíblia também é chamada de Escritura ou Palavra de Deus.

 

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s