Em Defesa do Evangelho – Vontade de Deus e vontade permissiva. Descubra a diferença

Introdução

A vontade de Deus e a vontade permissiva parecem duas coisas iguais, mas definitivamente não são. A bíblia sagrada nos mostra em vários eventos a grande diferença entre cada uma delas. Apesar de que todas duas têm características diferentes nenhuma delas foge do controle soberano de Deus e uma forma ou de outra o Eterno faz que a sua soberania e vontade permaneça. Aleluia!

A soberania de Deus, Ela sempre permanece

A bíblia nos mostra que uns dos atributos de Deus é a soberania, uma das coisas que temos que entender que ninguém pega o Altíssimo de surpresa, não a nada que façamos ou falamos que venha surpreender ao Senhor. Por esse motivo muitos têm ficado confuso, pois não sabem a diferença entre vontade e a vontade permissiva. Quero usar como base alguns acontecimentos que nos afirma a diferença dessas duas características distintas. As santas escrituras nos diz em Jonas cap:1 ver:1-3 “E veio a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo: “Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR.” Se observarmos os versículos 2 e 3 veremos que o 2 está expressando a vontade e o 3 a vontade permissiva. Pois a vontade do Guarda de Israel era que o profeta por nome Jonas subisse até a grande cidade de Nínive e prega-se o arrependimento para que o povo viesse a se arrepender e se converter dos seus maus caminhos. Se o profeta Jonas tivesse obedecido a ordem direta de Deus e não tivesse pegado outra rota, e em vez de descer tivesse subido para cidade de Nínive não tinha ocorrido aquilo tudo com o mesmo. Pois a vontade do Senhor não era que Jonas tivesse passado por aquilo tudo, mas devido a sua desobediência embora não fosse à vontade de Deus o Senhor permitiu aquele ocorrido com o profeta para que ele visse que nada foge do controle Dele.Vemos que a vontade permissiva é expressa por causa da desobediência do homem. Como ocorreu com Adão e Eva, o plano de Deus era que a sua criação tivesse eternamente ao lado dele desfrutando de toda a sua criação, mas por causa da desobediência o homem perdeu o contato com seu Criador e o direito de viver eternamente. Embora o homem quebrou a aliança que Deus fizera com a sua criação, a bíblia diz em Jó cap:42 ver:2 “Bem sei eu que tudo podes, e que nenhum dos teus propósitos pode ser impedido.” A palavra do Eterno é bem clara, ninguém pode fugir ou escapar da vontade soberana de Deus, pois mesmo que o homem pecou o Criador pela sua infinita sabedoria arquiteto um plano para que o homem fosse novamente livre do pecado e assim escapando da condenação eterna.Na vida do profeta Jonas não foi diferente, mesmo que não era propósito do Senhor Jonas ter enfrentado a fúria do mar e muito menos ter entrado na barriga do grande peixe como diz no cap:1 ver:17 do livro de Jonas “Preparou, pois, o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe.” Os propósitos de Deus não deixaram de ser cumpridos, Jonas foi conduzido pela soberania do Eterno Deus através do grande peixe até a cidade de Nínive e vendo ele que não adiantava lutar contra Deus, foi e pregou a mensagem de arrependimento e todo aquele povo se voltaram para o Senhor e o seus propósitos foram cumpridos na vida daquele quão grande povo. Isto nos mostra que Deus ele sempre está no controle da situação e tudo ocorre debaixo do seu querer.


Conclusão

Quero agradecer ao Senhor por tudo e por mais um estudo concluído e por ele te nos sustentados até o dia chamado hoje, e como um bom costume quero agradecer também ao nosso amado leitor e que o Senhor possa continua te abençoando dia após dia e te enchendo de graça e sabedoria. Graça e Paz do Cordeiro que Vive e Reina para todo o Sempre.

A Vontade Permissiva de Deus

A Vontade Permissiva de Deus é também chamada de Vontade Relativa de Deus, pois revela a relação de Deus com os fatos, de acordo com as nossas atitudes.

De maneira nenhuma, a Vontade Permissiva de Deus implica em diminuir ou anular a Soberania Divina, pois até mesmo quando algo que acontece não constitui a plena Vontade de Deus para o homem, ainda assim tudo o que acontece está sob Sua tutela e nada acontece sem a permissão de Deus.

Ou seja, Deus é Soberano; seja qual for a situação, todos os resultados são por Ele instituídos.

Um Exemplo da Vontade Permissiva de Deus

O livro de Jó nos mostra um forte exemplo da Vontade Permissiva de Deus.

Jó era um homem bom e honesto, temia a Deus e procurava não fazer nada que fosse errado.

Deus permitiu que Jó sofresse todas as coisas, porque Ele tinha um propósito com tudo aquilo.

Jó nos ensina uma grande lição: “Se Deus fizer Ele é Deus, se não fizer, Ele continua sendo Deus; se Ele nos der algo, Ele é Deus, e, se Ele não nos der, continua sendo Deus”.

“O Senhor não é Deus apenas pelo que Ele nos faz, mas pelo que Ele é”.

José

Um Outro Bom Exemplo da Vontade Permissiva de Deus José, assim como Jó, sofreu muito durante sua vida. Foi vendido como escravo pelos seus irmãos foi preso injustamente, foi caluniado.

Tudo isso ele passou porque Deus tinha um propósito muito grande em sua vida.

Mesmo assim, José não abriu mão da confiança em Deus, não murmurou contra o Senhor e não se rebelou contra os seus mandamentos.

José não precisava entender qual era a Vontade de Deus com tudo aquilo, precisava apenas cumpri-la.

Estar no centro da Vontade de Deus é exatamente isso, é viver da forma como o Espírito Santo nos orienta, é estar sempre firme, sabendo que a nossa situação no dia que se chama HOJE não significa nada em relação ao que Deus tem preparado para nossas vidas.

Observe que quando José estava preso, ele ainda se lembrava de seus sonhos, ainda cria que o mesmo Deus que lhe prometeu estaria ali para cumprir, e isso foi o que manteve a firmeza de José em todos os momentos de sua vida.

José não recebia nem um salário mínimo, como muitos de nós, mas o Senhor não precisa de ajuda para fazer uma grande obra nas nossas vidas, nem precisa de cálculos matemáticos para nos abençoar com coisas materiais, pois Ele é o Dono do ouro e da prata, tudo pertence a Ele.

Se José recebesse algum salário mínimo, por exemplo, talvez José ficasse planejando, calculando, e se frustrasse ao ver que com as próprias mãos jamais seria realizado o seu sonho, mas ele confiava em Deus, então Deus mostrou para ele e para todos nós que quando promete, Ele mesmo tem suas maneiras para cumprir.

“Se você deseja a bênção de Deus, Seja uma bênção em Suas mãos”.

Image

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s