Milagres X Providência

Milagre

Em acepção geralmente empregada, milagre ou miráculo(do latim miraculum, do verbo mirare, “maravilhar-se”) é um acontecimento dito extraordinário que, à luz dos sentidos e conhecimentos até então disponíveis, não possuindo explicação científica ainda conhecida, dá-se de forma a sugerir uma violação das leis naturais que regem os fenômenos ordinários.

 O que é Providência?

Providência é o mesmo que prevenção, resume o ato de preparar antecipadamente determinadas ações ou situações que ajudam a evitar ou diminuir um mal, por exemplo.

Etimologicamente, providência provém do latim providentia, que quer dizer “antecipação de meios para a obtenção de um fim”.

Jesus cura um cego de nascença

Jo 9:1_12

“Ao passar, Jesus viu um cego de nascença.

Seus discípulos lhe perguntaram: “Mestre, quem pecou: este homem ou seus pais, para que ele nascesse cego?”

Disse Jesus: “Nem ele nem seus pais pecaram, mas isto aconteceu para que a obra de Deus se manifestasse na vida dele.

Enquanto é dia, precisamos realizar a obra daquele que me enviou. A noite se aproxima, quando ninguém pode trabalhar.

Enquanto estou no mundo, sou a luz do mundo”.

Tendo dito isso, cuspiu no chão, misturou terra com saliva e aplicou-a aos olhos do homem.

Então disse-lhe: “Vá lavar-se no tanque de Siloé” (que significa “enviado”). O homem foi, lavou-se e voltou vendo.

Seus vizinhos e os que anteriormente o tinham visto mendigando perguntaram: “Não é este o mesmo homem que costumava ficar sentado, mendigando?”

Alguns afirmavam que era ele.
Outros diziam: “Não, apenas se parece com ele”.
Mas ele próprio insistia: “Sou eu mesmo”.

“Então, como foram abertos os seus olhos?”, interrogaram-no eles.

Ele respondeu: “O homem chamado Jesus misturou terra com saliva, colocou-a nos meus olhos e me disse que fosse lavar-me em Siloé. Fui, lavei-me, e agora vejo”.

Eles lhe perguntaram: “Onde está esse homem?”
“Não sei”, disse ele.”

Os fariseus investigam a cura

Jo 9:13_34

“Levaram aos fariseus o homem que fora cego.

Era sábado o dia em que Jesus havia misturado terra com saliva e aberto os olhos daquele homem.

Então os fariseus também lhe perguntaram como ele recuperara a vista. O homem respondeu: “Ele colocou uma mistura de terra e saliva em meus olhos, eu me lavei e agora vejo”.

Alguns dos fariseus disseram: “Esse homem não é de Deus, pois não guarda o sábado”.
Mas outros perguntavam: “Como pode um pecador fazer tais sinais milagrosos?” E houve divisão entre eles.

Tornaram, pois, a perguntar ao cego: “Que diz você a respeito dele? Foram os seus olhos que ele abriu”.
O homem respondeu: “Ele é um profeta”.

Os judeus não acreditaram que ele fora cego e havia sido curado enquanto não mandaram buscar os seus pais.

Então perguntaram: “É este o seu filho, o qual vocês dizem que nasceu cego? Como ele pode ver agora?”

Responderam os pais: “Sabemos que ele é nosso filho e que nasceu cego.

Mas não sabemos como ele pode ver agora ou quem lhe abriu os olhos. Perguntem a ele. Idade ele tem; falará por si mesmo”.

Seus pais disseram isso porque tinham medo dos judeus, pois estes já haviam decidido que, se alguém confessasse que Jesus era o Cristo, seria expulso da sinagoga.

Foi por isso que seus pais disseram: “Idade ele tem; perguntem a ele”.

Pela segunda vez, chamaram o homem que fora cego e lhe disseram: “Para a glória de Deus, diga a verdade. Sabemos que esse homem é pecador”.

Ele respondeu: “Não sei se ele é pecador ou não. Uma coisa sei: eu era cego e agora vejo!”

Então lhe perguntaram: “O que fez ele a você? Como abriu os seus olhos?”

Ele respondeu: “Eu já disse, e vocês não me deram ouvidos. Por que querem ouvir outra vez? Acaso vocês também querem ser discípulos dele?”

Então, eles o insultaram e disseram: “Discípulo dele é você! Nós somos discípulos de Moisés!

Sabemos que Deus falou a Moisés, mas, quanto a esse, nem sabemos de onde ele vem”.

O homem respondeu: “Ora, isso é extraordinário! Vocês não sabem de onde ele vem, contudo ele me abriu os olhos.

Sabemos que Deus não ouve pecadores, mas ouve o homem que o teme e pratica a sua vontade.

“Ninguém jamais ouviu que os olhos de um cego de nascença tivessem sido abertos.

Se esse homem não fosse de Deus, não poderia fazer coisa alguma”.

Diante disso, eles responderam: “Você nasceu cheio de pecado; como tem a ousadia de nos ensinar?” E o expulsaram.”

O Convite da Graça

Is 1:18_20

“Venham, vamos refletir juntos”, diz o Senhor.
Embora os seus pecados sejam vermelhos como escarlate, eles se tornarão brancos como a neve; embora sejam rubros como púrpura, como a lã se tornarão.

Se vocês estiverem dispostos a obedecer, comerão os melhores frutos desta terra;

mas, se resistirem e se rebelarem, serão devorados pela espada. Pois o Senhor é quem fala!”

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s