Psicologia Pastoral

O uso da Psicologia e suas práticas psicoterápicas causa controvérsia dentro das igrejas. Enquanto alguns pastores são totalmente contrários e demonizam o estudo dessa ciência, outros muitos a usam dando importância além da medida. Mas como chegar ao equilíbrio? A resposta vem pelo conhecimento.

Entender o universo em que a Psicologia está inserida, assim como suas vertentes de estudo, se faz necessário para que a concepção sobre o tema não esteja comprometida por “achismos”. Assim como é indispensável o conhecimento teológico para lidar com as questões espirituais, para os emocionais é preciso conhecer o comportamento e a personalidade humana.

No livro Psicologia Pastoral, o pastor e mestre em psicologia clínica Jamiel de Oliveira Lopes apresenta um estudo amplo, didático e detalhado do que é a Psicologia, além de, sempre à luz da palavra de Deus, aconselhar sobre o dia a dia da vida de um líder.

Esta obra é uma importante ferramenta para que pastores entendam melhor as características do comportamento humano e consigam melhor diferenciar questões espirituais e emocionais.

 

[…]Quando frequentamos um seminário teológico, procuramos nos preparar de todas as formas para um bom desempenho na obra. Lemos e pesquisamos os melhores livros no intuito de adquirirmos experiência para o trabalho.

Sentimo-nos motivados, empolgados, cheios de sonhos e planos para o futuro. Na igreja, apresentamos aos outros “soluções fáceis” como: ore e jejue mais, leia mais a Bíblia, tenha mais fé, e todos os seus problemas serão solucionados. Existem, porém, situações inesperadas para as quais o seminário não nos preparou, situações inusitadas, que não conseguimos compreender, conflitos pessoais e problemas relacionados ao rebanho.[…]

Psicologia Pastoral – A Ciência do Conhecimento Humano como Aliada Ministerial

Jamiel de Oliveira Lopes – CPAD

Segue abaixo uma imagem de alguns documentos disponibilizados.

Este slideshow necessita de JavaScript.

Uma resposta para Psicologia Pastoral

  1. Adquiri este livro no RIOCENTRO, quando ocorreu o Congresso “Celebrando os 500 anos da Reforma Protestante“, em 31/10/2017.
    Havia um stand da CPAD neste congresso, e logo ao ver e ler o esboço e sumário do livro, me interessei pela compra do mesmo.
    Lembrando, que a disciplina de psicologia fez parte do currículo do seminário teológico BETEL((http://seminarioteologicobetel.com.br/associacao-evangelica-de-fe/), local onde me formei em bacharel em teologia.

    Outrossim, sempre me interessei por esta área e como no seminário a disciplina de psicologia durou apenas seis meses e eu não tinha nenhum material disponível, a não ser um livro de psicologia, cuja linguagem era muito técnica, ao meu ver, resolvi comprar o livro PSICOLOGIA PASTORAL, cujo autor é Jamiel de Oliveira Lopes.

    Excelente o livro. Estamos hoje no dia 30/08/2018 e acabei de concluir a inserção de parte do material disponível para o blog.

    Outrossim, em maio de 2017, fui ordenado ao presbitério e como, no contexto geral, o presbítero(*)e o pastor são equivalentes, resolvi adquirir o mesmo.

    (*)=Presbítero (do grego πρεσβύτερος,: “ancião” ou “sacerdote” usado no cristianismo) no Novo Testamento refere-se a um líder nas congregações cristãs locais, com referência ao “presbyteros” grego significando ancião/senhor e “episkopos” significando administrador, referindo-se exclusivamente ao ofício de bispo, mas como presbíteros sendo entendidos por muitos como se referindo a mesma pessoa que realiza a função de administrador. No uso predominante do protestantismo, o termo não é visto como se referindo a um membro de um sacerdócio, denominado sacerdotes, mas em, vez disso, termos como ministro, pastor e ancião são usados. (https://pt.wikipedia.org/wiki/Presbitero)

    No contexto das Assembléia de Deus, local onde fui ordenado ao presbitério, me parece que há uma distinção entre presbíteros e pastores. Procurei encontrar a diferença, pesquisando na internet. Não encontrei.
    De qualquer maneira, como exerço o presbitério a pouco tempo e possuo pouca experiência na área não vislumbro algum dia avançar neste contexto, mas apesar disto, o material disponível no livro e de fácil leitura e aplicação, contextualizado com a minha visão cristã já registrada diversas vezes no blog.
    Portanto, acredito que alguém que exerça uma liderança no presbitério ou mesmo pastoral, poderá ser mui útil e aplicável em seu ministério. Por isso criei este link com uma boa diversidade de textos.

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s