Introdução

       Paz do Senhor Jesus a todos que estão lendo este blog. Já há alguns anos procuro uma forma de expressar com palavras escritas um testemunho pessoal da minha vida. Com relação ao BLOG, a ideia surgiu ao ler o BLOG que o Jair preparou (http://institutoparacleto.org/) e foi amadurecendo em meu coração a possibilidade de repassar a quem acessar o meu BLOG um pouco do conhecimento acerca das escrituras sagradas, e da minha vida cristã.

       Para quem não me conhece muito bem, sou formado em Bacharel em Teologia pelo SEMINÁRIO TEOLÓGICO BETEL. Durante aproximadamente 15 anos congreguei na IPNV Mal Hermes, lugar onde aprendi as bases da fé cristã e adquiri maturidade. Dou graças a Deus pelos meus pastores, especialmente pelo Pr Fernando Siqueira do Amor Divino e Bispo Ubirajara. O discipulado ao longo destes anos foi, está sendo e certamente será muito importante para os dias vindouros. Há alguns anos fui ordenado ao Diaconato pela IPNV Mal Hermes (28/03/2004), local onde exerci o diaconato principalmente na área de oração e Escola Dominical (SETEB), e durante um bom período tive uma participação ativa no evangelismo em local de trabalho (GERE-Grupo Evangélico da REDUC). Dou graças a Deus por este grupo e os que nele conheci ao longo destes anos, sendo inclusive líder do mesmo antes de ser transferido para o CENPES.

       O motivo principal pelo qual criei o blog foi ter um local onde poderia escrever assuntos relacionados ao Reino de Deus, que não é comida, nem bebida, conforme descrito em:

Romanos 14:17

“Porque o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.”

          Ou seja, o Reino de Deus não é fundamentado em coisas materiais mas espirituais. Não trata do ter ou não ter, mas viver uma vida consagrada, quebrantada, frutífera. Lembrem-se de:

Gálatas 5:22-25

“Mas o fruto do Espírito é: amor, gozo, paz, longanimidade, benignidade, bondade, fé, mansidão, temperança.
Contra estas coisas não há lei.
E os que são de Cristo crucificaram a carne com as suas paixões e concupiscências.
Se vivemos em Espírito, andemos também em Espírito.”

          Entre outras coisas, um lugar de testemunho, de considerações pessoais, estudo bíblico e onde posso lançar textos e periódicos de autores conhecidos dos cristãos em geral e outros assuntos semelhantes.

       A escolha definitiva do blog para sal da terra e luz do mundo foi minha, mesmo porque foi uma afirmativa do Sr Jesus no sermão do monte, como descrito em:

Mateus 5:13-17

“Vós sois o sal da terra; e se o sal for insípido, com que se há de salgar? Para nada mais presta senão para se lançar fora, e ser pisado pelos homens.

Vós sois a luz do mundo; não se pode esconder uma cidade edificada sobre um monte;

Nem se acende a candeia e se coloca debaixo do alqueire, mas no velador, e dá luz a todos que estão na casa.

Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.”

        No contexto da culinária, muitos pensam que a função principal do sal é temperar. Mas não é essa a função principal, ainda que tempere, dê sabor. A função principal do sal é preservar.

       É isso que o Sr Jesus afirmou no sermão do monte.

       Preservar o quê?

       O principal contexto do que significa ser sal da terra é preservar a sã doutrina, tão praticada pelos apóstolos e discípulos dos primeiros séculos, tão buscada pelos reformadores ao longo dos séculos. O bom testemunho cristão, ético, moral, profissional, familiar, na sociedade contemporânea. Um testemunho de vida transformada pela ação da pessoa do Espírito Santo agindo diretamente em nossos corações. Obviamente que a ação da pessoa do Espírito Santo em cada um é diferente, mesmo porque a nossa história de vida antes e depois de aceitar a pessoa do Sr Jesus como Sr e Salvador de nossas vidas são diferentes, apesar da semelhança de situações. Igualmente, precisamos nos lembrar que muitas das vezes adquirimos ao longo de nossas vidas, práticas, costumes, dogmas que são máculas os quais não saem da noite para o dia. É preciso paciência, e tempo. Lembremos da parábola do bom samaritano descrito em Lc 10:25_37, o qual vendo um homem que caiu nas mãos dos assaltantes moveu-se de compaixão, atou-lhe as feridas, deitando-lhes azeite e vinho e logo depois o deixou em uma hospedaria local onde o homem poderia ser adequadamente tratado.

       Podemos observar que o Sr Jesus advertiu as pessoas com relação à insipidez, que numa linguagem de mais fácil compreensão significa impureza. O sal impuro perde a qualidade de preservar, por isto, é lançado fora.

       Oro a Deus para que assim se suceda com relação a este meio de comunicação. Um ambiente onde as pessoas possam encontrar material de valor cristocêntrico, cristológico, que traga ensino, vida e vida abundante como descrito pelo Sr Jesus:

João 10:10

“O ladrão não vem senão a roubar, a matar, e a destruir; eu vim para que tenham vida, e a tenham com abundância”.

       Confesso que eu ainda tenho muito a aprender, pois sou leigo em muitas coisas, porém tenho algo bom que posso passar as pessoas. Lembro-me de um livro testemunho que li há alguns anos. “Um olhar na escuridão”. Neste livro a pessoa, cega, deu um testemunho escrito que marcou a minha vida. Ela escreveu que passou a andar com três sacolas imaginárias. 1ª) Uma sacola vazia para colocar tudo de bom que as pessoas passavam para ela; 2ª)Uma sacola cheia para distribuir a quem puder tudo de bom que ela adquiriu em sua vida; 3ª)Uma sacola vazia e sem fundo para lançar sobre ela tudo àquilo que não edificava a sua vida. Meditei que de certa forma nós aprendemos a usar estas sacolas imaginárias, para viver. Como cidadãos, servos, trabalhadores.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s