A ansiedade

       Já vimos, quando falamos dos distúrbios da personalidade, que a ansiedade é enquadrada entre os distúrbios neuróticos.

       A ansiedade é um termo utilizado para descrevermos a experiência subjetiva de uma tensão desagradável e de inquietação que acompanham o conflito ou ameaça psíquica. Trata-se de um estado emocional normal, uma característica biológica da conduta humana, sentida como antecipação a momentos de perigos reais ou imaginários.

       A ansiedade é marcada por uma variedade de sensações físicas desagradáveis, proveniente de uma excessiva preocupação pessoal, decorrente de frustrações no âmbito profissional, pessoal, afetivo, conflitos conjugais, problemas financeiros, perda do emprego, morte de pessoas próximas, etc.

       A tensão e a ansiedade físicas, produzem uma variedade de sensações corpóreas, proveniente de uma excessiva preocupação pessoal. Ela sobrecarrega o organismo, provocando uma somatização, gerando sintomas como : palpitações, dores precordiais (dor na parede que fica na frente do coração), cefaleias (dores de cabeça crônica), nervosismo, irritabilidade, insônia ou sonolência, depressão, etc.   

      Não há dúvida de que a situação de crise que o mundo atual enfrenta e, especificamente o nosso país, tenha sido um fator desencadeante do problema. Basta lermos os jornais para ficarmos convencidos de que vivemos numa época de ansiedade. Duas guerras mundiais em 35 anos, mudanças e depressões econômica, a ascensão do comunismo totalitário e a queda deste mesmo Regime sob pena de mortes e massacres, a ameaça de um terceiro conflito mundial com seus armamentos nucleares. Dados como esses bastam para demonstrar até que ponto os fundamentos do nosso mundo estão abalados.

       Uma pesquisa revela que, de cada dez pessoas no mundo, uma nasce com problemas mentais. Vivemos na idade da ansiedade, na idade da angustia. A geração atual é considerada como “uma geração atormentada”.

       De acordo com a ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária), o consumo de medicamentos controlados saltou de pouco mais de 113 mil caixas em 2009 para quase 295 mil no ano passado. O aumento foi de 161%.

       A ansiedade patológica é sempre um medo mórbido que se origina, sem motivação conhecida, na esfera dos sentimentos vitais e começa a acarretar muitos problemas, causar sofrimento, prejuízos e a dificultar o desempenho da pessoa. É a ansiedade angustiosa, pois ela tira o sossego, bloqueia o ânimo e escurece o futuro da pessoa. Ela também rouba a fé do crente, que chega ao ponto de pensar que Deus o abandonou. A Bíblia, entretanto, revela preciosas promessas para nós; dentre elas a que Jesus deixou: “[…]eis que estou convosco todos os dias, até a consumação dos séculos” (Mt 28:20). Além do mais, no Sermão do Monte, Jesus frisou: “Não andeis cuidadosos com a vossa vida, […]”.

       No Sermão do Monte, Jesus frisou:

Mt 6:25,31_33

“[…]não andeis cuidadosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer ou pelo que haveis de beber; nem quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o mantimento, e o corpo mais do que o vestuário?
Não andeis, pois, inquietos, dizendo: Que comeremos, ou que beberemos, ou com que nos vestiremos?
Porque todas estas coisas os gentios procuram. Decerto vosso Pai celestial bem sabe que necessitais de todas estas coisas;
Mas, buscai primeiro o reino de Deus, e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.”

       Paulo enfatizou:

Fp 4:19

“O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus.”

Fp 4:4-7

“Regozijai-vos sempre no Senhor; outra vez digo, regozijai-vos.
Seja a vossa equidade notória a todos os homens. Perto está o Senhor.
Não estejais inquietos por coisa alguma; antes as vossas petições sejam em tudo conhecidas diante de Deus pela oração e súplica, com ação de graças.
E a paz de Deus, que excede todo o entendimento, guardará os vossos corações e os vossos pensamentos em Cristo Jesus.”

       Diante de tais promessas, resta a nós confiarmos mais em Deus e vencermos este terrível mal, que é a ansiedade.

Psicologia Pastoral – A Ciência do Conhecimento Humano como Aliada Ministerial

Lidando com as emoções e sentimentos – O caminho para a maturidade emocional

Jamiel de Oliveira Lopes – CPAD

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s