Bbc Uma História Do Cristianismo – A History Of Christianity

Sinopse:

Este documentário dividido em 6 partes transmitido originalmente pela BBC Four que traz o Professor Diarmaid MacCulloch, um dos principais historiadores do mundo, revelando as origens do cristianismo e explorando o que significa ser cristão.

O objetivo da BBC era produzir uma série ‘divisora de águas’ que examinasse as origens do Cristianismo e a relevância da fé no mundo atual. Como dito anteriormente, a série é apresentada pelo professor de História da Igreja na St Cross College Oxford: Diarmaid MacCulloc e considera a evolução da fé cristã e suas quatro formas principais: ortodoxa, cristianismo oriental, catolicismo ocidental e o protestantismo.

Episódio 1: The First Christianity (O Primeiro Cristianismo)

No primeiro de seis episódios percorrendo quatro continentes, o professor Diarmaid MacCulloch vai em busca das “origens perdidas do Cristianismo”. Ele desmente a história de que tudo havia começado quando o apóstolo Paulo levou o Cristianismo de jerusalém para Roma, mostrando que suas origens situam-se mais a leste e que em certo ponto estava preparado para triunfar na Asia. A sede do Cristianismo pode muito bem ter sido Bagdá e não Roma, o que no caso faria do Cristianismo Ocidental muito diferente.

Episódio 2: Catholicism: The Unpredictable Rise of Rome (Catolicismo – A Imprevisível Ascensão de Roma)

Traçando as raízes do cristianismo, o professor explora a ascensão da Igreja Católica Romana, mais de um bilhão de pessoas procuram por Roma. Mas como uma pequena seita judaica do interior da Palestina do séc. I que prega humildade e a virtuosidade da pobreza se tornou a religião estabelecida da Europa ocidental?? MacCulloch relata como a confissão foi inventada pelos monges em uma ilha remota da costa da Irlanda e como as Cruzadas deram a Grã-Bretanha o sistema universitário.

Episódio 3: Orthodoxy – From Empire to Empire (Ortodoxia – do Império ao Império)

Diarmaid MacCulloch explora Cristianismo Ortodoxo Oriental, que floresce nos Balcãs e na Rússia, mas teve que lutar pela sua sobrevivência. Após seus dias de glória do Império Romano, que estava no caminho da expansão muçulmana, tal movimento sofreu traição de cruzados católicos, prisão pelos czares russos e enfrentou quase extinção, sob o comunismo. MacCulloch visita uma coleção de ícones no deserto do Sinai, uma relíquia da crise iconoclasta, em Istambul e a catedral Ivan, o Terrível, em Moscou.

Episódio 4: Reformation: The Individual Before God (Reforma – o indivíduo diante de Deus)

Diarmaid revela o sentido da Reforma, revelando como a fé baseada em obediência e autoridade deu origem a uma fé baseada na consciência individual. Ele mostra como Martin Luther King escreveu hinos para ensinar às pessoas a mensagem da Bíblia, mostra também como uma saborosa salsicha se tornou o “lema” para o reformista suiço Ulrich Zwingli destruir estátuas de santos, permitir o casamento de membros do clero e negar que a comunhão do pão e do vinho eram o corpo e o sangue de Cristo.

Episódio 5: Protestantism – The Evangelical Explosion (Protestantismo – a explosão evangélica)

Nesse episódio nosso narrador traça o crescimento de uma exuberante expressão de fé que se espaçhou pelo mundo- o Protestantismo Evangélico. Hoje asssociado a politicos conservadores, é facilmente esquecível que a explosão Evangélica foi guiada por uma preocupação sobre justiça social e pela alegação que se pode estar em um relacionamento emocional direto com Deus. MacCulloch mostra como isso permitiu que a fé Protestante se espalhou para distante de seu berço na Europa para a América. África e recentemente Ásia.

Episódio 6: God in the Dock (Deus no banco dos réus)

No último capítulo da série, Diarmaid MacCulloch examina uma característica distintiva sobre o Cristianismo Ocidental – o ceticismo: tendencia a duvidar. Ele desafia a noção simplista que a fé no Cristianismo declinava antes do avanço da ciência, razão e progresso, e mostra em ao invés disso como a maré de fé retorna. Apesar dos danos infligidos à sua credibilidade moral ocasionada por 2 Grandes Guerras Mundiais no séc. XX, foi durante as crises que a Igreja redescobriu verdades profundas e duradouras sobre si mesmo.

 

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s