O que Paulo quis dizer em Tito 1:15: “Todas as coisas são puras para os puros; todavia, para os impuros e descrentes, nada é puro. Porque tanto a mente como a consciência deles estão corrompidas.”?

Purifica-me, com Denise Cerqueira

Vamos por partes: Todas as coisas. –  … Paulo está falando da pureza ritual judaica.  Distingue entre os que tratam de compensar uma falta de pureza moral com purificações cerimoniais, e os que crêem que os ritos cerimoniais não são essenciais para alcançar a aprovação de Deus. Paulo não quer dizer que o cristão está na liberdade de se ocupar em práticas condenadas pelas Escrituras, ou que as proibições bíblicas acerca da conduta moral ou das práticas alimentares não se aplicam aos cristãos…

Os puros – Os puros de coração …, os que entendiam a justificação pela fé, e estavam atentos dos perigos do sistema judaico de ritos, cerimoniais e fábulas (Tito l: 14).

Os corrompidos – Os que não se haviam convertido e não conheciam a paz que acompanha a justificação pela fé.  Esses eram os “incrédulos”, que resistiam a obrar de acordo com o Evangelho de Paulo, os contraditores (v. 9).

Sua mente – Quer dizer, sua forma de pensar, sua atitude.  Confira, por gentileza, Romanos 7:23; Efésios  4:23; Filipenses 4:7; 2ª Timóteo 3:8.  Os “corrompidos e incrédulos” permitiam que sua mente fosse governada por desejos profanos…

Consciência – A compreensão entre o falso e o correto se obscurece quando a mente prefere se ocupar em desejos ímpios.  A consciência não pode ser eficaz em tais circunstâncias; deixa de ser uma guia segura e fidedigna tal como ocorre com uma bússola imantada.                                                            

Também gostaria de destacar o comentário de um estudioso das Escrituras, o escritor Lourenço Gonzáles, sobre esse assunto: “Não, meu amado. Nem tudo é puro, para o puro! Revistas pornográficas, filmes obscenos, violentos… Estas coisas são puras para os puros? Claro que não, você dirá! Então o que quer dizer Paulo? É muito fácil, irmão querido, o contexto esclarece…” Paulo está dizendo com a expressão “Todas as coisas são puras” que não necessitamos de rituais judaicos a fim de purificar as coisas ou a nós mesmos, a fim de que haja a aprovação de Deus. “Todas as coisas são puras para os puros” independente de rituais de purificação; mas estas coisas são aquelas aprovadas por Deus em sua Palavra. No contexto nada vemos a respeito da alimentação, mas sim de rituais cerimoniais judaicos que, segundo os “corrompidos e incrédulos”, eram necessários para a salvação. Esta é a mensagem de Paulo em Tito 1:15.

http://novotempo.com/radio/paulo/

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s