A fé que opera milagres

       A fé que opera milagres não é maior do que aquela que convive sem eles

Sim, caro leitor, não é nenhuma heresia afirmar que, ainda que eu e você sejamos cristãos, a minha e a sua vida podem não seguir uma trajetória marcada por sucessos, muita prosperidade, vitórias e mais vitórias – pelo menos de acordo com o padrão de conquistas deste mundo. Lamento desapontá-lo, mas se o evangelho a que você tem tido acesso só promete alegrias sem fim, ele vai na contramão do que aquele pregado por Jesus.

Não há dúvida de que uma vida de santidade e obediência à Palavra nos reserva bênçãos maravilhosas. Eu e minha família – e, claro, você também – somos testemunhas da fidelidade do Pai e de seu cuidado para conosco dia a dia. Porém, quando recebi o convite para escrever para este número da Lar Cristão, não pude me furtar à chance de propor essa reflexão.

Jesus nos disse que em nossa passagem pela Terra teríamos aflições. Mas o exemplo de Jó é, para mim, profundamente tocante. É ele quem nos afirma que a vida humana é cheia de inquietações (Jó 14). E ele sabia muito bem do que estava falando. Jó, mesmo sendo homem íntegro, reto e temente a Deus, sofreu em seu corpo e em sua família dificuldades agudas e inesperadas.

Pergunto-me: o que faríamos se aquilo que aconteceu com Jó ocorresse conosco? Que postura teríamos se o emprego com que tanto sonhamos fosse dado àquele concorrente? Se o nosso carro novo fosse roubado? Ou ainda, se no melhor momento de nossa vida fôssemos surpreendidos pelo diagnóstico de uma enfermidade para a qual o homem não conhece cura? Como ficaria nossa fé?

Sinceramente, quando contraponho essas questões ao que vem sendo propalado em certos púlpitos, preocupo-me. Quando o que se oferece ao rebanho não é mais do que um “manual” de como receber a “bênção do dia”, ou se defende uma fé dinheirista em que o amor do Pai para com suas ovelhas é medido por quão prósperas financeiramente elas são, vende-se um deus falso, que é “obrigado” a conduzir seu povo de sucesso em sucesso.

Ocorre que aquilo que é uma vida de vitória para Deus nem sempre segue os padrões de êxito de nossa sociedade. E Jó, quando se viu perdendo tudo o que tinha, de sua saúde a seus bens, não abriu mão de sua fé. Arrisco-me a dizer que ele, na certa, fez questionamentos. Deve ter perguntado ao Senhor o porquê daquele sofrimento, deve ter chorado na presença do Senhor, deve ter clamado a Ele. No entanto – e isso fala ao meu coração de forma especial –, mesmo sem receber inicialmente o milagre de Deus que resolveria todos os seus problemas, ele afirma: “Deus me deu, Deus me tomou: bendito seja o nome do Senhor” (Jó 1.21).

É essa a postura que o Pai espera de nós quando passamos por sofrimentos! Ele está conosco quando enfrentamos problemas – e isso é tudo o que de mais importante podemos querer: é Cristo em nós, esperança da glória. Esse é o evangelho que o Mestre nos apresentou e nos apresenta sempre que nos achegamos a Ele. E oro para que eu e você possamos manter a nossa fé firme quando surgirem aflições, independentemente de o Pai nos tirar imediatamente delas ou queira nos aperfeiçoar com determinadas situações desagradáveis.

Nosso Deus é tão maravilhoso que, além de ter prazer em nossas vitórias, Ele nos promete estar conosco em nossas dificuldades. Ele é Todo-poderoso e pode operar todo e qualquer milagre. Nada é impossível para Ele. E o amor que Ele espera receber de nós é o mesmo que o expressado por Jó no auge de suas provações.

Deus já demonstrou seu amor para conosco enviando seu Filho unigênito para morrer por nós, nos atrair em sua morte e ressuscitar por mim e por você e nos dando uma nova vida (Romanos 5.8): uma vida livre do pecado e que nos permite ter comunhão íntima com Aquele que é o Autor e Consumador da nossa fé (Hebreus 12.2). Essa é a vitória que Cristo conquistou para mim e para você. E nenhuma aflição, nenhum problema, nem ninguém pode nos roubar essa alegria! (João 16.22). Como está escrito em 1ªJoão 5.4, é essa a vitória que vence o mundo e suas dificuldades.

CARLOS ALBERTO DE QUADROS BEZERRA, pastor, fundador e líder internacional da Igreja Comunidade da Graça.

(É permitida a reprodução total ou parcial do conteúdo do material editorial publicado, desde que citada a fonte e com autorização prévia e documentada da REVISTA LAR CRISTÃO)

www.revistalarcristao.com.br

 

POSSUO ARMAZENADO EM MEUS DOCUMENTOS PESSOAIS A AUTORIZAÇÃO DOCUMENTADA DA REVISTA LAR CRISTÃO

“Procure extrair coisas boas de situações aparentemente difíceis ou conflituosas.”

Esse post foi publicado em A família, Lar Cristão, Periódicos. Bookmark o link permanente.

2 respostas para A fé que opera milagres

  1. Rick Houy disse:

    Great pleased stuff and enormous describe. Your blog deserves each one of the helpful response it has been getting.

    Curtir

  2. Advidoraima6o disse:

    I simply had to appreciate you once more. I’m not certain what I could possibly have created without the suggestions revealed by you directly on such a question. It was a very scary problem in my circumstances, however , coming across the very well-written avenue you managed the issue made me to jump for joy. I’m just happier for the service and as well , sincerely hope you recognize what an amazing job that you’re carrying out instructing the mediocre ones via your site. Most probably you’ve never come across any of us.

    http://www.greenhornetsfootball.org/forum/memberlist.php?mode=viewprofile&u=103125
    http://recboard.awardspace.info/memberlist.php?mode=viewprofile&u=28417

    Curtir

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s